Dieta do leite: como fazer, cardápio e alimentos permitidos

Método é simples de fazer, mas pede atenção aos riscos

POR NATHAN CÂNDIDO

A dieta do leite é um método para quem quer perder peso rápido. Ela sugere a substituição de refeições por leite, com a inserção de alguns alimentos ao longo do plano.

PUBLICIDADE

O emagrecimento pode ocorrer devido ao alto teor de cálcio presente no leite - é o afirma um estudo feito na Universidade da Califórnia, Estados Unidos, e publicado no Journal of The American College of Nutrition. Segundo os autores, na falta de cálcio, nossas células tendem a reduzir a queima de seus estoques de gordura.

A bedida é fonte de cálcio, vitamina A, vitamina D e outros nutrientes. Seus benefícios incluem prevenção de doenças como osteoporose e diabetes tipo 2.


Como fazer a dieta do leite

Apesar do nome, a dieta não é feita somente de leite e seus derivados. Alguns outros alimentos são permitidos, mas em quantidades bem reduzidas. Por ser um método restritivo, a dieta do leite deve durar no máximo oito dias.

No primeiro dia, todas as refeições são trocadas por leite. Do segundo dia em diante são acrescentados aos poucos frutas, carne e queijos.

A melhor opção de leite para a dieta é o desnatado, uma vez que ele tem menores taxas de gordura.

Alimentos permitidos da Dieta do Leite

Os alimentos que compõem a dieta do leite são:

  • Leite
  • Frutas
  • Iogurte (de preferência desnatado)
  • Queijo (de preferência queijo branco)
  • Ovo (de preferência cozido)
  • Carne

Cardápio da dieta do leite

CronogramaRefeições
1º diaum copo de leite por refeição, ou seja, seis copos de leite no dia
2º diaquatro copos de leite e duas frutas
3º diadois copos de leite, duas frutas, uma porção de iogurte ou queijo que não exceda 100 kcal
4º diaquatro copos de leite, uma fruta e um bife
5º diadois copos de leite, duas frutas, um ovo e um bife
6º diadois copos de leite, uma fruta, um ovo e um bife. Iogurtes e queijos a vontade
7º diatrês copos de leite e três frutas
8º diadois copos de leite, uma fruta, um bife e queijo à vontade

O método da dieta do leite é feito com seis refeições durante o dia.

*Se preferir, pode substituir a carne vermelha por carne branca.

*As frutas podem ser batidas com o leite

Lembrando que ao pensar em aderir uma dieta, o melhor a fazer é procurar ajuda de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Opções de frutas

Dê preferência para frutas que complementam os nutrientes ausentes no leite. Algumas opções:

  • Maçã: concentra fibras e vitamina B, além de causar sensação de saciedade e ajudar na redução do inchaço
  • Banana: rica em fibras, a fruta também tem substâncias que protegem as paredes estomacais, favorecendo quem sofre com gastrite e azia
  • Goiaba: rica em vitamina C e potássio, a fruta aumenta a função do sistema imunológico e ajuda a manter a pressão arterial
  • Pêra: rica em potássio, a fruta tem efeitos vasodilatadores e reduz a probabilidade de desenvolvimento das doenças cardiovasculares
  • Mamão: rica fonte em antioxidantes e vitaminas, o mamão auxilia de forma significativa na digestão.

Vantagens da dieta do leite

  • Perda de peso: a dieta promove uma perda rápida de peso (até um quilo a cada dois dias). Porém, essa redução engloba além da perda de gordura, perda de água e massa muscular
  • Baixo custo: o leite e alimentos sugeridos são facilmente encontrados. Por isso, acabam tendo um custo benefício melhor do que em casos de dietas que exigem alimentos "milagrosos" que, no geral, são mais caros
  • Simples: a dieta do leite contém alimentos que são comuns nas refeições dos brasileiros e conta com um método bem prático de ser realizado.

Desvantagens da dieta do leite

  • Efeito sanfona: a dieta do leite não ensina uma reeducação alimentar. Ao terminar a dieta, pode ser que você volte a comer de tudo em muita quantidade, justamente por ter se privado. Por isso, as chances de reganho de peso são altas. Além disso, o peso que está sendo eliminado não é só gordura, mas também líquido. Por isso, caso a pessoa perca muitos quilos na base do leite, pode ser que ela ganhe novamente uma parte deles quando voltar à dieta regular
  • Afeta o humor: um plano alimentar restrito como este afeta diretamente a serotonina, um neurotransmissor do sistema nervoso central associado à sensação de bem-estar, que contribui para a saciedade atingida após uma refeição. Sem a obtenção de saciedade, o humor fica completamente comprometido
  • Não dura muito: por ser muito restritiva, a tendência é a dieta se tornar monótona e você sentir falta de consumir outros alimentos
  • Exige sacrifícios: Apesar de ser simples e prática, a dieta do leite exige muita dedicação. O método acabar se tornando um tanto quanto sacrificante ao ter que privar sua alimentação durante dias a alimentos super restritos.

Riscos da dieta

A dieta do leite é muito restritiva, e isso acaba comprometendo a variedade de nutrientes que precisam ser consumidos. Portanto, há o risco da pessoa desenvolver carências nutricionais, e apresentar sintomas como fraqueza, tontura, dor de cabeça, sono e estresse.

Além disso, o leite ingerido em excesso pode aumentar os níveis de colesterol ruim (LDL) e assim elevar os riscos de doenças cardiovasculares.

O ideal é que a restrição calórica seja gradual e feita com uma alimentação variada. Começar o programa de emagrecimento com dietas de choque pode levar a perda de massa magra e sintomas típicos da falta de grupos de alimentos nas refeições.

Recomendações

Ao iniciar uma nova dieta, o ideal é contar com a avaliação de nutricionistas ou nutrólogos, para que haja equilíbrio nutricional e emagrecimento sem prejuízos à saúde.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza que a distribuição dos macronutrientes para indivíduos saudáveis seja de: 55 a 75% de carboidratos, 10 a 15% de proteínas e 15 a 30% de gorduras. A dieta do leite vai contra essas orientações. Por isso, a grande maioria dos médicos nutrólogos e nutricionistas não recomendam que as pessoas façam a dieta do leite.

Referências

Dr. Roberto Navarro, nutrólogo (CRM 78392/SP)