Resolva sete danos provocados pela depilação das axilas

Hidratação e ingredientes naturais agem contra ressecamento, manchas e pelos encravados

POR ÉRICA FERREIRA

A pele das axilas é muito sensível, característica que se acentua ainda mais pela depilação frequente da região. Seja qual for o método, do laser à cera quente, a resposta à agressão se revela em manchas, pelos encravados, mau cheiro, ressecamento, alergias, irritações e até assaduras. O problema se agrava ainda mais quanto o clima esquenta e, mesmo com a pele mais irritada, você insiste em depilar. "A hidratação é fundamental para evitar que o problema fique ainda pior", afirma o dermatologista Claudio Mutti, da Sociedade Internacional de Medicina Estética. Além deste cuidado, existem outros específicos para cada inconveniente, veja quais são eles e mantenha as axilas em dia.

Pelos encravados

O encravamento do pelo ocorre quando o poro por onde ele sai fica obstruído, e o pelo não consegue romper a pele. No local, aparece uma lesão avermelhada, inflamada, chamada de foliculite.

A solução:
Para evitar os pelos encravados, a depilação a laser é unânime entre os especialistas consultados. Como o método ainda não é acessível para todos, em função do preço alto, a maioria indica a esfoliação como solução para o problema, mas com algumas ressalvas.

O dermatologista Claudio adverte que a esfoliação só pode ser feita se não houver processo inflamatório local, do contrário outros micro-organismos podem surgir, a exemplo de bactérias e fungos. ?Pode-se usar uma mistura de aveia e mel para esfoliar e, também, hidratantes e desodorantes para peles sensíveis?.