Articulações hipermóveis: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Articulações hipermóveis?

Sinônimos: hipermobilidade nas articulações, articulações soltas, síndrome da hipermobilidade

As articulações hipermóveis são aquelas que se movem além do limite normal de uma articulação específica, sem que a pessoa precise realizar mais esforço.

PUBLICIDADE

As articulações mais afetadas por esse problema costumam ser as do cotovelo, joelho, punho e a dos dedos.

Também conhecido como hipermobilidade articular, este sintoma nem sempre exige tratamento – a não ser que venha acompanhado de outros sintomas, como dor e sensibilidade na articulação afetada.

Sinônimos

Hipermobilidade articular.

Causas

A explicação para a ocorrência de hipermobilidade articular pode estar nos genes. Há indícios de uma predisposição genética e hereditária para este sintoma, transmitido de pais para filhos. Mas quais genes? Acredita-se que sejam os genes responsáveis pela produção de colágeno, uma proteína responsável por dar firmeza à pele, à cartilagem e a estruturas do corpo que não são sustentadas por ossos mas que, mesmo assim, precisam de um tipo de sustentação.

As articulações hipermóveis são um problema muito raro, mas que pode ter uma série de causas diferentes. A síndrome da hipermobilidade articular, no entanto, é a causa mais comum. Conheça outras:

  • Síndrome de EhlersDanlos, uma doença caracterizada pela fraqueza dos tecidos conjuntivos do corpo
  • Síndrome de Marfan, uma condição de saúde que também afeta o tecido conjuntivo e tem como principal característica a presença de membros anormalmente longos (aracnodactilia)
  • Síndrome de Down, uma condição genética que afeta o cromossomo 21
  • Síndrome de Morquio, uma doença imunológica rara
  • Disostose cleidocraniana, uma doença caracterizada por apresentar anomalias esqueléticas graves.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Os sinais de hipermobilidade articular são fáceis de serem notados e normalmente não necessitam de ajuda média. No entanto, você deve procurar um médico se tiver este sintoma acompanhado de outros, como dor nas articulações e sensibilidade.

Fique atento: crianças são normalmente mais flexíveis do que adultos, mas a flexibilidade das articulações nem sempre é um caso de hipermobilidade articular. Preste bastante atenção e, em caso de dúvida, consulte um especialista sobre o assunto. Geralmente, quando uma criança tem articulações hipermóveis, elas conseguem realizar movimentos acima da amplitude considerada normal para suas articulações sem esforço adicional.

PUBLICIDADE

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma articulação hipermóvel são:

  • Clínico geral
  • Reumatologista
  • Ortopedista
  • Pediatra.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Desde quando você consegue realizar movimentos acima da amplitude normal das articulações?
  • Por que decidiu procurar ajuda médica agora?
  • Você tem outros sintomas? Quais?
  • Você sente dores ou sensibilidade nas articulações?
  • Quais articulações são mais afetadas?
  • Você foi diagnosticado com alguma condição médica anteriormente? Qual?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento? Qual?
  • Você participa de sessões de fisioterapia ou outros tipos de tratamento?

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Pessoas com articulações hipermóveis possuem ligamentos soltos ou mais fracos do que o habitual. Esta condição pode, eventualmente, causar algumas complicações de saúde, como:

  • Artrite
  • Deslocamento das articulações
  • Torços, distensões e outros tipos de lesões às articulações.

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Reumatologia e Traumatologia