Bocejo em excesso: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Bocejo em excesso?

Sinônimos: bocejo excessivo

O bocejo é uma ação involuntária do corpo na qual nós abrimos a boca e inalamos uma grande quantidade de ar. Ao realizar a inspiração, o pulmão se expande, os músculos abdominais são flexionados e o diafragma é contraído. O bocejo também provoca o aumento do ritmo cardíaco, elevando os batimentos em até 30%.

PUBLICIDADE

Não se sabe exatamente o que provoca o bocejo, mas sabe-se que ele é muito comum quando a pessoa está com sono ou muito cansada. O bocejo excessivo é aquele que ocorre mais vezes do que o normal, em situações não relacionadas ao cansaço ou sono.

Causas

As possíveis causas de bocejo em excesso são:

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Se você reparou que está bocejando mais do que deveria, marque uma consulta médica. Dessa forma, é possível descobrir o bocejo em excesso é somente uma noite mal dormida ou se está relacionado a problemas de saúde mais sérios.

Da mesma maneira, se você sente muito cansaço durante o dia e sofre de qualquer distúrbio do sono, busque ajuda para investigar os sintomas.

PUBLICIDADE

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar os bocejos em excesso são:

  • Clínico geral
  • Cardiologista
  • Neurologista
  • Médico do sono
  • Endocrinologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico ou médica provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas surgiram?
  • Qual a intensidade dos sintomas?
  • Os sintomas são frequentes ou ocasionais?
  • Quantas vezes você boceja por dia?
  • Você tem bocejos em excesso durante todo o dia ou em algum momento especial do dia?
  • Você dorme bem à noite? Quantas horas, em média?
  • Como é sua rotina?
  • Você pratica atividades físicas?
  • Você já foi diagnosticado com alguma outra condição de saúde? Qual?
  • Você já foi diagnosticado com algum distúrbio do sono? Qual? Já iniciou tratamento?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento?
  • Além dos bocejos excessivos, você sente outros sintomas também? Quais?
  • Você tomou alguma medida para aliviar os sintomas? E funcionou?

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Mayo Clinic