Câncer ocupacional: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Câncer ocupacional?

O câncer ocupacional é originado devido a exposição a agentes carcinogênicos presentes no ambiente de trabalho, mesmo após a cessação da exposição; representa de 2% a 4% dos casos de câncer. Os fatores de risco de câncer podem ser externos (ambientais) ou endógenos (hereditários), estando ambos inter-relacionados e interagindo de várias formas para dar início às alterações celulares presentes na etiologia do câncer. A má qualidade do ar no ambiente de trabalho é um fator importante para o câncer ocupacional. Durante pelo menos oito horas por dia os trabalhadores estão expostos ao ar poluído, pondo seriamente em risco a saúde. Quando o trabalhador também é fumante, o risco torna-se ainda maior, pois o fumo interage com a capacidade cancerígena de muitas das substâncias.

Câncer: o que é e como ele se forma? - Dúvidas sobre câncer
PUBLICIDADE

Causas

Agentes químicos:

  • Agrotóxicos
  • Amianto (ou asbesto)
  • Sílica
  • Benzeno
  • Xileno
  • Tolueno.

Profissionais expostos a estes agentes são, principalmente, agricultores, operários da indústria química e construção civil, trabalhadores de laboratório, mineradores etc.

Agentes físicos:

  • Radiação ionizante: partículas alfa, beta, raios gama, raiosX, nêutrons e outros. Os trabalhadores afetados são os que trabalham na indústria nuclear ou próximos a equipamentos que emitam radiação (por exemplo: em instituições médicas ou em laboratórios). O dano pode ocorrer no nível celular ou molecular, quando o controle do crescimento é rompido, permitindo o aumento descontrolado de células cancerosas, uma vez que a radiação ionizante tem a habilidade de quebrar os elos químicos dos átomos e moléculas, produzindo um potente carcinógeno
  • Radiação não-ionizante: exemplo, luz solar que é composta de radiação ultravioleta (UV) invisível aos olhos, luz visível e radiação infravermelha, que é a principal fonte de calor, mas também não é visível.

Trabalhadores afetados são os que executam suas atividades ao ar livre ou em áreas onde recebem grande reflexo da luz solar, ou ainda, trabalhadores que utilizam intensa radiação de UV, como soldadores.

Fatores de risco

Entre os fatores de risco ppara o câncer ocupacional estão:- Dose diária absorvida; Tempo de exposição; Idade; Doença preexistente; Suscetibilidade individual; Predisposição genética; Outros fatores, como tipo de alimentação, estresse, fumo

Prevenção

Prevenção

1. A remoção da substância cancerígena do local de trabalho, os compostos cancerígenos devem ser substituídos por outros mais seguros.

2. O controle da liberação de substâncias cancerígenas resultantes de processos industriais para a atmosfera.

3. O controle da exposição de cada trabalhador e o uso rigoroso dos equipamentos de proteção individual (máscaras e roupas especiais).

4. A boa ventilação do local de trabalho, para se evitar o excesso de produtos químicos no ambiente.

5. O trabalho educativo visando a aumentar o conhecimento dos trabalhadores a respeito das substâncias com as quais trabalham, além dos riscos e cuidados que devem ser tomados ao se exporem a essas substâncias.

6. A eficiência dos serviços de medicina do trabalho, com a realização de exames periódicos em todos os trabalhadores que devem ter direito à saúde integral por tempo indeterminado.

7. A proibição do fumo nos ambientes de trabalho, pois, como já foi dito, a poluição tabagística ambiental potencializa as ações da maioria dessas substâncias.

Para isso, é necessário o envolvimento de órgãos governamentais para a criação de leis que proíbam a exposição a qualquer concentração de substâncias que, comprovadamente, provoquem câncer no homem, obrigando os empregadores a informar seus empregados sobre os riscos a que estão expostos no ambiente de trabalho, manter um programa de exames médicos periódicos e adotar programas de proteção individual, através da utilização de equipamentos mais adequados.

Portanto, a exposição ocupacional deve ser valorizada em políticas de prevenção de câncer, principalmente em países em desenvolvimento.

Fontes e referências