Dermatite e úlceras de estase: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Dermatite e úlceras de estase?

Sinônimos: dermatite de estase, úlceras de estase

Dermatite e úlceras de estase, ou simplesmente dermatite de estase, é uma inflamação na pele causada por acúmulo de sangue nas veias das pernas. Esse acúmulo recebe o nome de insuficiência venosa ou estase venosa.

PUBLICIDADE

Dermatite de estase é uma condição crônica que pode causar um desconforto considerável e é mais comum em pessoas com mais de 50 anos. A incidência é ainda maior a partir dos 70 anos e as mulheres são um pouco mais atingidas pelo problema que os homens.

Causas

No interior das veias da perna há válvulas que fazem com que o sangue flua em apenas uma direção, para o coração. Contudo, essas válvulas vão se enfraquecendo conforme a pessoa envelhece, o que permite que o sangue acabe fluindo na direção contrária e se emposse nos pés ou pernas. Essa situação e chamada de insuficiência venosa ou estase venosa, o que leva a uma inflamação no local, que é a dermatite ou úlcera de estase.

Outras condições que podem causar a dermatite e úlceras de estase são:

Fatores de risco

Dentre os fatores de risco para desenvolver dermatite de estase estão:

Sintomas

Sintomas de Dermatite e úlceras de estase

Dentre os sintomas de dermatite de estase estão:

O paciente ainda pode apresentar os sintomas de estase venosa, que são:

  • Sudorese na perna
  • Dor na panturrilha
  • Dor ou sensação de peso na pele quando se fica em pé

Nos estágios iniciais de dermatite de estase, a pele da perna pode parecer mais fina e apresentar coceiras. Essa coceira pode acabar fazendo com que a pele fique com feridas que podem sangrar e infeccionar. Nos estágios finais é quando a úlcera se forma. Essas úlceras são mais comuns na parte interna dos tornozelos.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Deve-se contatar o médico ao aparecimento dos sintomas de dermatite de estase, principalmente se o paciente estiver no grupo de risco da doença.

No caso de dor, vermelhidão, feridas abertas, úlceras, ou feridas com pus o paciente deve procurar cuidado médico imediato.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar dermatite e úlceras de estase são:

  • Clínico geral
  • Dermatologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar tempo. Dessa forma, você já pode chegar ao consultório com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que tenha e medicamentos, vitaminas ou suplementos que tome com regularidade

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas apareceram?
  • Qual a intensidade da dor?
  • Os sintomas parecem estar piorando ou melhorando com o tempo?
  • As feridas demoram a cicatrizar? Elas sangram ou estão com pus?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes de sair do consultório.

Diagnóstico de Dermatite e úlceras de estase

O diagnóstico de dermatite e úlceras de estase normalmente é feito através da observação da aparência da pele da perna do paciente. O médico ainda pode pedir um doppler venoso, que é um tipo de ultrassom, não invasivo, que verifica o fluxo de sangue nas pernas.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Dermatite e úlceras de estase

O tratamento de dermatite e úlceras de estase dependerá do estágio da doença em que o paciente está apresentando. Contudo, algumas formas de tratar são comuns a todos:

  • Não ficar muito tempo em pé
  • Ao sentar ou deitar, procurar deixar as pernas elevadas
  • Usar meias de compressão

O médico também deverá informar quais tipos de creme o paciente deve ou não utilizar, mas, em linhas gerais, deve se evitar:

  • Lanolina, calamina e outras loções que secam a sua pele
  • Pomadas antibióticas utópicas com neomicina
  • Benzocaína e outras que causem entorpecimento

O médico pode falar para o paciente aplicar compressas molhadas no local, pedir o uso de antibióticos via oral ou solicitar o uso de certos cremes. Normalmente as medicações envolvem o controle de situações cardíacas. Ainda pode ser recomendada uma cirurgia para corrigir varizes.

Medicamentos para Dermatite e úlceras de estase

Os medicamentos mais usados para o tratamento de dermatite e úlceras de estase são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Quando não descoberta ou não tratada, a dermatite e úlcera de estase pode ocasionar:

Expectativas

Normalmente, dermatites e úlceras de estase são condições crônicas, que o paciente sempre vai precisar tratar e tomar os devidos cuidados. Contudo, seguindo-se corretamente as recomendações médicas, o paciente pode conviver sem maiores problemas com a doença.

Prevenção

Prevenção

Para prevenir a aparição de dermatites e úlceras de estase o paciente deve sempre cuidar de sintomas como inchaço nas pernas, tornozelos e pés. Ele ainda pode criar uma rotina de colocar as pernas em posição elevada quando se deitar, fazer massagens para ativar a circulação e usar meias de compressão.

Fontes e referências

  • Healthline