Enurese: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Enurese?

Sinônimos: xixi na cama

Enurese é a micção involuntária que pode ser causada por vários fatores. Estes incluem desordens nos rins, bexiga, uretra ou falta de controle dos músculos que liberam a urina, além de ser associada com fatores neurológicos. Em crianças até os cinco ou sete anos é comum ter episódios de enurese noturna, o famoso xixi na cama, e não gera preocupação. Pelo contrário, faz parte do desenvolvimento da criança.

PUBLICIDADE

Causas

Ninguém sabe a exata causa da enurese, mas acredita-se que vários fatores possam causa-la ou contribuir com os sintomas. São eles:

  • Se a criança tem a bexiga pequena, ela pode não estar desenvolvida o suficiente para conseguir segurar a urina enquanto dorme
  • Inabilidade de reconhecer quando a bexiga está cheia
  • Algumas crianças não produzem hormônios antidiuréticos suficientes para reduzir a quantidade de produção de urina durante a noite durante a infância
  • Eventos estressantes para a criança, como começar ou mudar de escola, ganhar um irmão ou irmã ou dormir fora de casa
  • Infecção do trato urinário
  • Apneia do sono
  • Pode ser um dos primeiros sinais de diabetes tipo um
  • Constipação crônica
  • Problemas estruturais no trato urinário ou no sistema nervoso

Fatores de risco

Apesar de comum, vários fatores têm sido ligados ao aumento do risco de enurese, o “xixi na cama”. Dentre eles:

  • Ser menino. Estimase que a enurese noturna é duas vezes mais comum em meninos do que em meninas
  • Histórico familiar de enurese
  • TDAH

Sintomas

Sintomas de Enurese

Micção involuntária, principalmente no caso de crianças e durante a noite.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

A maioria das crianças deixam de fazer xixi na cama conforme vão crescendo. Contudo, em alguns casos elas podem precisar de ajuda para controlar a enurese ou este ser um sintoma de outras condições médicas que demandam atenção. Por isso, procure o pediatra se:

  • Se a criança ainda tem episódios de enurese depois dos sete anos
  • Se a criança voltar a molhar a cama depois de alguns meses conseguindo controlar a enurese noturna
  • Se além deste sintoma, ela tem dores para urinar, sede anormal, urina avermelhada, fezes duras ou ronco

Na consulta médica

Caso seja necessário procurar ajuda médica, os pais levarão a criança ao pediatra e, se precisar, ele encaminhará o caso a um especialista (urologista ou nefrologista pediátrico).

Pode ser interessante chegar ao consultório com as seguintes informações:

  • Anotações de todos os sintomas da criança além da enurese noturna
  • Frequência que a criança faz xixi na cama
  • Explicar ao médico se ela tem passado por situações estressantes para a sua faixa etária
  • Informar todas as medicações, vitaminas e suplementos que ela tome com frequência

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes de sair do consultório.

Diagnóstico de Enurese

O médico pode pedir mais exames se tiver alguma suspeita sobre o caso da criança. Dentre eles, ele pode recomendar:

  • Exame de urina para verificar a presença de infecções ou diabetes
  • Raio-x ou outros exames de imagem se suspeitar de algum problema estrutural na bexiga ou rins

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Enurese

No tratamento para enurese sem doenças concomitantes pode ser recomendado:

  • Criar uma rotina para que a criança vá ao banheiro, mesmo que não esteja “sentindo” vontade. Ela ainda está desenvolvendo esses sensores, por isso é importante que vá mesmo assim
  • Limitar a quantidade de líquidos que a criança ingere a noite
  • Fisioterapia para fortalecer os músculos da bexiga
  • Em alguns casos, o médico pode recomendar o uso de medicamentos

Medicamentos para Enurese

Os medicamentos mais usados para o tratamento de enurese são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Se a criança tem episódios de enurese, os pais devem lidar com ela de forma paciente. São vários os fatores que podem fazer com que isso aconteça, inclusive os psicológicos. É importante apoiar a criança, verificar se ela não tem medo de ir ao banheiro e ajuda-la a criar uma rotina para evitar o sintoma, como sempre ir ao banheiro antes de dormir. Normalmente o problema se resolve até os sete anos de idade.

Mesmo em casos de crianças mais velhas ou adolescentes, não ajudará se os pais brigarem, xingarem, humilharem, ou contarem para parentes e amigos o problema a fim de tornar o assunto uma “gozação”. Enurese pode ser um problema mais grave que demanda tratamento médico. Os pais devem fazer com que a criança ou adolescente siga exatamente o tratamento passado pelo médico, e não podem, de forma alguma, utilizar medicamentos que não foram recomendados para o seu filho para tentar tratar o problema.

Complicações possíveis

Apesar da enurese em crianças sem nenhuma causa física não criar nenhum risco à saúde, o sintoma pode criar os seguintes problemas:

  • Frustração
  • Culpa e embaraço, que podem causar a baixa autoestima
  • Perder atividades sociais que demandam dormir fora de casa
  • Erupções na área genital da criança, principalmente se ela continua dormindo com os lençóis e roupas molhadas.

Expectativas

A maioria das crianças com cinco anos de idade já conseguem assumir o controle dos momentos de micção. Mas entre os cinco e sete anos esse problema ainda é comum, após os sete anos o número cai bastante e pode ser necessário procurar ajuda médica.

Prevenção

Prevenção

Prevenir episódios de enurese se dá de forma muito parecida com o tratamento. A criança precisa aprender a sentir quando está com vontade de urinar e também a controlar essa urina enquanto dorme, então envolve o desenvolvimento físico e também psicológico dela.

Por isso, é importante que os pais ajudem a criança a criar uma rotina de idas ao banheiro e de diminuição da quantidade de líquidos que ela bebe a noite, além de levar a criança para urinar imediatamente antes de colocá-la para dormir.

Fontes e referências

  • Sociedade Brasileira de Pediatria
  • Clínica Mayo