Espasticidade: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Espasticidade?

Sinônimos: rigidez muscular, hipertonia

A espasticidade é um distúrbio de controle muscular que é caracterizado por músculos tensos ou rígidos e uma incapacidade de controlar os músculos. Além disso, os reflexos podem persistir por muito tempo e podem ser muito fortes (reflexos hiperativos). Por exemplo, uma criança com um reflexo de agarrar hiperativo pode manter a sua mão em um punho apertado.

PUBLICIDADE

Causas

A espasticidade é causada por um desequilíbrio de sinais a partir do sistema nervoso central (cérebro e medula espinal) para os músculos. Algumas doenças ou condições que podem causar isso são:

Sintomas

Sintomas de Espasticidade

Os sintomas da espasticidade podem ser:

  • Contração permanente do músculo e tendão devido à rigidez persistente e espasmos
  • Rigidez muscular
  • Rigidez articular
  • Movimentos involuntários bruscos
  • Reflexos alterados
  • Postura incomum
  • Posicionamento anormal de dedos, pulsos, braços ou ombros
  • Espasmos musculares
  • Cruzamento involuntário das pernas (isso é chamado de " tesoura”, porque as pernas cruzam como a ponta de uma tesoura)
  • Dificuldade em controlar os músculos usados para falar
  • Contração muscular que limita sua amplitude de movimento ou previne as articulações de estender por todo o caminho
  • Dor nos músculos e articulações afetadas
  • Dor nas costas
  • Dificuldade em se mover
  • Deformidades ósseas e articulares.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Entre em contato com o seu médico se:

  • Você está enfrentando espasticidade pela primeira vez e não sabe a causa
  • Sua espasticidade está ficando mais grave ou está acontecendo com maior frequência
  • Sua espasticidade mudou consideravelmente
  • Você está com alguma articulação travada
  • Você tem úlceras de pressão ou pele vermelha
  • Seu nível de desconforto ou dor está aumentando
  • Você está encontrando dificuldades para realizar tarefas cotidianas.
PUBLICIDADE

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma espasticidade são:

  • Clínico geral
  • Ortopedista
  • Neurologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quanto tempo faz que percebeu o problema pela primeira vez?
  • Durante quanto tempo durou?
  • Com que frequência a espasticidade aparece?
  • Quais os músculos afetados?
  • O que você percebeu que piora o problema?
  • O que você percebeu que melhora o problema?
  • Quais outros sintomas que você notou?.

Diagnóstico de Espasticidade

Para diagnosticar a espasticidade, o profissional de saúde irá observar seu histórico médico. Ele irá notar quais medicamentos você tomou e se há um histórico de doenças neurológicas ou musculares. Vários testes podem ajudar a confirmar o diagnóstico. Estes testes avaliam o seu braço e os movimentos das pernas, a atividade muscular, amplitude passiva e ativa de movimento e capacidade de realizar atividades de autocuidado.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Espasticidade

Os medicamentos utilizados no tratamento da espasticidade são:

  • Toxina botulínica, injetada diretamente no músculo espástico
  • Baclofen (relaxante muscular)
  • Diazepam (sedativo)
  • Fenol (bloqueador de nervos)
  • Tizanidina (calmas espasmos e relaxa os músculos tensos).

Alguns desses medicamentos podem causar efeitos colaterais desagradáveis , tais como fadiga, confusão e náuseas. Não pare de tomar a sua medicação por conta própria, caso você sinta os efeitos colaterais.

Exercícios de alongamento para auxiliar no tratamento da espasticidade podem ser orientados por um médico ou fisioterapeuta. A cirurgia pode ser recomendada para a liberação do tendão ou a cortar o trajeto do nervo quando medicamentos e fisioterapia não melhorarem os sintomas.

PUBLICIDADE

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Pessoas com espasticidade podem tomar alguns cuidados especiais:

  • Evitar temperaturas extremamente quentes ou frias
  • Usar roupas folgadas e evitar roupas restritivas
  • Evitar a fadiga
  • Dormir bem
  • Caso fique na cadeira de rodas ou na cama por um período de tempo longo, certifique-se de mudar de posição muitas vezes ao dia.

A dor associada a espasticidade pode ser uma espécie de sensação de músculos apertados ou grave a ponto de produzir espasmos muito dolorosos.

Expectativas

A perspectiva da espasticidade varia de cada pessoa e da doença associada a ela.

Prevenção

Prevenção

Não há como prevenir a espasticidade.

Fontes e referências

  • -Instituto Nacional de Doenças Neurológicas e Derrames dos Estados Unidos;Departamento de Sáude dos Estados Unidos.