Fontanelas afundadas: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Fontanelas afundadas?

Sinônimos: fontanelas afundadas, fontanela anterior afundada

Fontanelas (vulgarmente conhecidas como moleiras) são espaços no crânio dos bebês, que serão calcificados, formando os ossos cranianos em sua totalidade. São normalmente planas com o bebê deitado, ou levemente deprimidas quando o bebê está em posição vertical. As fontanelas afundadas provocam um curvamento nessa região.

PUBLICIDADE

Causas

A causa mais comum de fontanelas afundadas é a desidratação, ocasião em que a criança apresenta fraqueza, boca e olhos ressecados. A desidratação usualmente é complicação de diarreias, seja de origem viral, bacteriana ou por intoxicação alimentar.

Alguns bebês, entretanto, apresentam fontanela constantemente afundada, sem que isto seja algo indicativo de gravidade.

Crianças com anencefalia (ausência de cérebro) apresentam desde o nascimento a fontanela bastante deprimida. Mas esse diagnóstico geralmente já é realizado no berçário, em seus primeiros dias de vida.

Fatores de risco

Se a fontanela é constantemente afundada, e o pediatra já avaliou e não encontrou relação com qualquer doença, não há fatores de risco.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Se não há fatores de risco que justifiquem as fontanelas afundadas, não há motivos por que se preocupar. Uma vez que a criança já foi avaliada pelo pediatra e nada se constatou, não haverá sinais de alerta.

PUBLICIDADE

Exames

Além do exame físico, às vezes pode ser necessária a realização de ultrassonografia, radiografia ou tomografia do crânio para diagnosticar a fontanela afundada.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Se a criança não apresentava e passou a apresentar uma fontanela afundada, deve ser reavaliada imediatamente, devendo a avaliação ser feita pelo pediatra no próprio dia da constatação.

PUBLICIDADE

Fontes e referências

  • Sylvio Renan Monteiro de Barros, pediatra e especialista pela Sociedade Brasileira de Pediatria (CRM-SP: 24.699)