Hematoma subdural: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hematoma subdural?

Sinônimos: hemorragia subdural

O hematoma subdural é a acumulação de sangue entre o encéfalo e o crânio. Geralmente são causados por traumas na cabeça. O sangue irá se acumular entre as camadas de tecido que envolvem o cérebro. O hematoma subdural ocorre entre a camada dura-máter, a mais externa, e a camada seguinte, a aracnoide. O hematoma subdural pode levar a morte.

PUBLICIDADE

Tipos

Existem dois tipos de hematoma subdural, são eles:

  • Hematoma subdural agudo: Ocorre devido a uma lesão grave na cabeça e é o tipo mais perigoso
  • Hematoma subdura crônico: Ocorre devido a um trauma menor na cabeça.

Causas

O hematoma subdural ocorre quando uma veia se rompe entre o crânio e a superfície do cérebro. As principais causas disso são:

  • Acidente de carro
  • Golpe na cabeça
  • Queda
  • Em casos raros, o problema pode ocorrer após uma punção lombar.

Fatores de risco

Idosos correm maior risco de desenvolver o hematoma subdural crônico porque o encolhimento do cérebro faz com que essas pequenas veias fiquem mais vulneráveis a se romper. Pessoas que fazem uso de medicamentos anticoagulantes, abusam de álcool, tem quedas recorrentes e sofreram repetidas lesões craniana correm maior risco de desenvolver o problema.

Sintomas

Sintomas de Hematoma subdural

Os sintomas do hematoma subdural variam de acordo com a sua extensão, idade da pessoa e outras condições médicas do paciente. Quando o sangramento é repentino e severo a pessoa pode perder a consciência e entrar em coma imediatamente. Em casos menos graves a pessoa pode parecer normal nos dias após a lesão na cabeça, mas lentamente tornar-se confusa e então ficar inconsciente.

Outros sintomas do hematoma subdural são:

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Entre em contato com o seu médico se sofrer uma lesão na cabeça.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar um hematoma subdural são:

  • Clínico geral
  • Neurologista
  • Neurocirurgião.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Você sofreu alguma lesão na cabeça?
  • Há quanto tempo ocorreu esta lesão?
  • Quais os sintomas que você tem sentido?

Diagnóstico de Hematoma subdural

O diagnóstico do hematoma subdural pode ser feito por meio de uma tomografia computadorizada do cérebro ou de uma ressonância magnética. Esses exames irão permitir que o médico avalie as veias do cérebro e o crânio. Também pode ser realizado um hemograma a fim de ver a quantidade de glóbulos brancos e vermelhos e plaquetas. Exame físico para avaliar a pressão arterial e frequência cardíaca deve ser sempre realizado.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hematoma subdural

O tratamento de hematomas subdurais irá depender da gravidade do problema. Em casos mais simples é feita apenas a observação do paciente e exames para avaliar como está o hematoma. Em situações mais graves podem ser realizadas cirurgias para reduzir a pressão sobre o cérebro.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

O hematoma subdural pode ser fatal, ele também pode levar a perda de memórias e problemas na fala.

Expectativas

A recuperação do paciente depende do tipo de lesão cerebral e de sua localização. O prognóstico para pacientes com hematoma subdural crônico é bom, mas no caso do agudo não é bom. De acordo com o departamento de neurocirurgia da Universidade da Califórnia cerca de 50 a 90% das pessoas com hematoma subdural agudo morre devido a doença ou suas complicações. Quem sobrevive pode ter convulsões mesmo após o hematoma ser retirado. Ainda de acordo com a Universidade da Califórnia 20 a 30% dos pacientes recuperam a função do cérebro completamente ou parcialmente após o hematoma subdural.

Prevenção

Prevenção

Uso de capacetes é essencial em motoristas de moto e bicicletas. Pacientes que usam medicações anticoagulantes devem ter acompanhamento médico regular. Prevenção de quedas em idosos é outra forma de prevenir o hematoma subdural.

Fontes e referências

  • Texto revisado pela Dra. Gisele Sampaio Silva, neurologista. Professora Adjunta Disciplina de Neurologia na Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP, Gerente Médica do Programa Integrado de Neurologia do Hospital Israelita Albert Einstein. CRM: 98354/SP
  • Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos