Hérnia umbilical: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hérnia umbilical?

Hérnia umbilical é uma protuberância anormal que pode ser vista ou sentida na região do umbigo. Esse tipo de hérnia se desenvolve quando uma porção do revestimento do abdômen, de parte do intestino e/ou fluido do abdômen se acumula através do músculo da parede abdominal.

PUBLICIDADE

Comum em bebês, a hérnia surge exatamente no local da cicatriz umbilical, geralmente, quando uma alça intestinal atravessa o tecido muscular. Baixo peso ao nascer e prematuros também são mais propensos a ter uma hérnia umbilical. As hérnias umbilicais são comuns, ocorrendo em 10 a 20% de todas as crianças.

Causas

O anel umbulical é formado por músculos e outros tecidos no local em que o cordão umbilical se liga ao corpo do feto. Este anel geralmente se fecha antes de o bebê nascer. Se os músculos não se unem completamente na linha média do abdômen, essa fraqueza na parede abdominal pode provocar uma hérnia umbilical ao nascimento ou mais tarde na vida.

Não se sabe ao certo porque a hérnia umbilical se forma sem crianças. Em adultos, muita pressão abdominal pode causar uma hérnia umbilical. As possíveis causas em adultos incluem:

  • Obesidade
  • Gestações múltiplas
  • Líquido na cavidade abdominal (ascite)
  • Cirurgia abdominal anterior.

Fatores de risco

As hérnias umbilicais são mais comuns em crianças - bebês prematuros e especialmente aqueles com baixo peso ao nascer. Crianças negras parecem ter um risco ligeiramente aumentado de hérnias umbilicais. A condição afeta o sexo feminino e masculino da mesma forma.

Para os adultos, o excesso de peso ou gestações múltiplas podem aumentar o risco de hérnia umbilical. Este tipo de hérnia tende a ser mais comum em mulheres na faixa dos 50 ou 60 anos.

Sintomas

Sintomas de Hérnia umbilical

As hérnias umbilicais geralmente podem ser vistas quando o bebê está chorando, rindo ou esforçando-se para usar o banheiro. O sintoma revelador é um inchaço ou protuberância perto da cicatriz umbilical.

Uma hérnia umbilical geralmente pode ser vista depois que o coto umbilical cai, dentro de algumas semanas após o nascimento. Mas, algumas crianças não apresentam hérnia até que estejam um pouco mais velhas.

As hérnias umbilicais podem variar em tamanho. Elas raramente são maiores do que 2,5 cm de diâmetro. A maioria das crianças não sente a dor da hérnia.

Os adultos podem obter hérnias umbilicais também. O sintoma principal será o mesmo inchaço ou protuberância perto da área do umbigo.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Sinais de a hérnia umbilical é um caso mais grave que requer tratamento médico incluem:

  • O bebê está com dor óbvia
  • O bebê está vomitando
  • A barriga fica inchada ou descolorida (tanto em crianças quanto em adultos).

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar hérnia umbilical são:

  • Clínico geral
  • Pediatra
  • Gastroenterologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Eles são contínuos ou ocasionais?
  • Quão graves são os seus sintomas?
  • Alguma coisa parece piorar os sintomas?
  • Alguma coisa parece melhorar os sintomas?.

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para hérnia umbilical, algumas perguntas básicas incluem:

  • Será que meu filho tem uma hérnia umbilical?
  • Quão grande é o defeito?
  • Quais exames são necessários?
  • Que tipo de tratamento que você recomendaria?
  • A cirurgia é uma opção neste caso?
  • Será necessário fazer exames de acompanhamento?
  • Existe algum risco de complicações a partir desta hérnia?
  • Quais os sintomas de emergência? Quais cuidados tomar em casa?
  • Será necessário seguir alguma restrição de atividades?.

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Hérnia umbilical

O diagnóstico de hérnia umbilical geralmente é feito apenas observando a aparência do umbigo da criança ou adulto. Para verificar a forma e tamanho da hérnia, o médico ou médica pode apertá-la e puxá-la.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hérnia umbilical

A maioria das hérnias umbilicais em bebês se fecha por conta própria dentro de aproximadamente 18 meses. O médico ou médica pode até mesmo ser capaz de empurrar a protuberância de volta para o abdômen durante um exame físico.

Para as crianças, a cirurgia é normalmente reservada para hérnias umbilicais que:

  • São dolorosas
  • São maiores do que 1,5 centímetros de diâmetro
  • Não diminuem de tamanho após seis a 12 meses
  • Não desaparecem até os três anos de idade
  • Se prendem aos intestinos ou causam bloqueio.

Para os adultos, a cirurgia é normalmente recomendada para evitar possíveis complicações - especialmente se a hérnia umbilical fica maior ou se torna dolorosa.

Durante a cirurgia, uma pequena incisão é feita na base do umbigo. O tecido da hérnia é retornado para a cavidade abdominal e a abertura é costurada. Em termos gerais, o tratamento cirúrgico em adultos deve incluir o implante de uma prótese (tela) para reforço da área fragilizada.

Em geral, somente o procedimento cirúrgico é eficaz para tratar a hérnia. Qualquer outro recurso poderá, no máximo, atenuar os sintomas. Sem o tratamento adequado, a doença tende a progredir e corre o risco de exigir cirurgia de urgência.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

As complicações da hérnia umbilical são muito raras em crianças. A complicação mais comum ocorre quando o tecido abdominal fica preso (encarcerado) e não pode mais em empurrado para dentro da cavidade abdominal. Essa condição reduz o fornecimento de sangue para a porção do intestino afetada, podendo ocorrer morte do tecido (gangrena). A infecção pode se espalhar por toda a cavidade abdominal, causando uma situação de risco de vida.

Os adultos com hérnia umbilical são um pouco mais propensos a experimentar o encarceramento ou obstrução dos intestinos. A cirurgia de emergência é normalmente necessária para o tratamento destas complicações.

Expectativas

Uma vez que a hérnia está fechada, é pouco provável que reapareça. No entanto, o risco de recorrência é aumentado em pacientes que têm infecções no local após a cirurgia.

Prevenção

Prevenção

Não é possível prevenir o aparecimento de hérnia umbilical.

Fontes e referências

  • -Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal;Cincinnati Children’s Hospital Medical Center;Mayo Clinic.