Hipoparatireoidismo: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hipoparatireoidismo?

Hipoparatireoidismo é uma doença que ocorre quando o hormônio PTH – paratormônio – que é produzido pelas glândulas paratireoides, não funciona ou não é mais produzido. O resultado da falta desde hormônio é a queda dos níveis de cálcio no sangue, cansando vários sintomas.

PUBLICIDADE

Causas

Existem dois grandes grupos de causas de hipoparatireoidismo: quando o paratormônio não é produzido (ou é produzido em pequenas quantidades) e quando há uma resistência a sua ação, ou seja, ele não funciona.

Causas da não produção de paratormônio

A causa mais comum de hipoparatireoidismo pertence a este grupo, e é após a cirurgia de tireoide, pois o PTH é produzido pelas paratireoides, que são quatro glândulas localizadas atrás da tireoide, bem juntas a ela. Em alguns casos, quando a tireoide é retirada, as paratireoides, por serem muito aderidas a ela ou dependerem de receber sua nutrição pelos vasos sanguíneos da tireoide, acabam sendo retiradas ou sofrendo isquemia e param de funcionar.

Além da pós-cirurgia de tireoide, outras causas neste grupo são:

Causas da resistência ao paratormônio

O segundo grupo de causas, mais raras, se relaciona com a resistência à ação do paratormônio. Aqui existe produção de PTH pela paratireoide, mas ele não funciona. Isso pode acontecer nos casos de deficiência de magnésio, em uma doença genética chamada pseudo-hipoparatireoidismo e no uso de medicamentos como calcitonina e bisfosfonatos (acido zolendrônico, por exemplo).

Fatores de risco

  • História recente de cirurgia do pescoço
  • Radioterapia de região de pescoço
  • História familiar de hipoparatireoidismo ou outras doenças endócrinas relacionadas com auto-imunidade.

Sintomas

Sintomas de Hipoparatireoidismo

Os sintomas do hipoparatireoidismo estão relacionados com a falta de cálcio no organismo, e são eles:

  • Dormências em mãos, pés e extremidades
  • Cãibras e dores musculares
  • Espasmos musculares
  • Fadiga ou fraqueza musculares
  • Arritmia cardíaca
  • Hipoplasia (falta de desenvolvimento) do esmalte dentário.

Alguns sintomas são menos comuns, como:

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Principalmente os sintomas musculares após uma cirurgia de tireoide ou de região de pescoço. Cãibras, dormência, dores musculares podem ser sinal de queda de cálcio no sangue.

Diagnóstico de Hipoparatireoidismo

Além da história médica da pessoa, a dosagem de cálcio no sangue e do hormônio PTH são essenciais para o diagnóstico. Além disso, os níveis de fósforo podem estar aumentados e os níveis de magnésio, baixos, alterações comuns ao hipoparatireoidismo.

Exames específicos para identificar a causa do hipoparatireoidismo devem ser realizados, por exemplo, se a suspeita for que ele seja por excesso de ferro, a dosagem de ferro e ferritina no sangue deve ser feitas também. A partir daí irá depender da avaliação médica específica.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hipoparatireoidismo

Para o tratamento do hipoparatireodismo pode ser feita reposição de cálcio e vitamina D , além do uso de alguns diuréticos que retém cálcio no sangue.

O tratamento cirúrgico tem sido feito de forma experimental – ainda em pesquisas, existe a possibilidade de inserção de microcápsulas com células cultivadas de paratireoide que produzam PTH no organismo. Estas microcápsulas são enxertadas no músculo braquiorradial (no antebraço) e os resultados ainda estão em análise.

Para tratar o hipoparatireoidismo também existe a possibilidade do uso de PTH injetável – um medicamento, já em uso em alguns casos específicos.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

As principais complicações do hipoparatireoidismo são as crises de falta de cálcio no sangue, que podem causar arritmias graves e espasmos musculares. Além disso se a falta de cálcio é crônica, o osso perde cálcio e se torna fraco, causando uma osteoporose severa.

Expectativas

Com o acompanhamento médico e a tomada regular dos medicamentos, a qualidade de vida é comparável a qualquer pessoa que não tenha hipoparatireoidismo. O mais importante é manter o acompanhamento regular sempre.

Prevenção

Prevenção

Não há possibilidade de prevenção do hipoparatireoidismo, mas se identificado precocemente, o tratamento correto sendo iniciado o quanto antes, é, no geral, uma doença com bom controle.

Fontes e referências

  • Andressa Heimbecher, endocrinologista titular na Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e membro ativo da Endocrine Society (CRM-SP 123.579)