Hipotonia: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hipotonia?

Sinônimos: tônus muscular diminuído, criança hipotônica

Hipotonia é a diminuição do tônus muscular e da força, o que causa moleza e flacidez. O sintoma é comumente relacionado à paralisia infantil ou outras desordens neuromusculares. Se não tratada ela pode gerar diversos problemas, principalmente na região do quadril. Normalmente a hipotonia é notada e diagnosticada no nascimento ou durante a infância. Ao nascer, o bebê pode parecer flácido, ou não ter a capacidade de manter joelhos e cotovelos flexionados. A criança ainda pode apresentar dificuldade para se alimentar e realizar outras atividades motoras.

PUBLICIDADE

Apesar dos sinais de hipotonia serem facilmente notados e diagnosticados por causa dos efeitos na força muscular, nos nervos motores e no cérebro, descobrir qual a doença a está causando pode ser mais difícil. Isso porque são várias as enfermidades que causam hipotonia.

Causas

hipotonia pode acontecer por um problema nos sistemas nervoso ou muscular. Ela pode ser resultado de doenças hereditárias ou não, lesões ou, ainda, pode não ter uma causa específica. Dentre as possíveis causas estão:

Em crianças que nascem com o sintoma, mas não tem nenhuma doença relacionada, ela é chamada de hipotonia congênita benigna. Nesses casos, a criança pode se beneficiar de tratamentos fonoaudiólogos, ocupacionais e físicos, para ajudá-la a ganhar tônus muscular e continuar se desenvolvendo. Algumas crianças com hipotonia congênita benigna têm pequenos atrasos de desenvolvimento ou dificuldades de aprendizagem que continuam ao longo da infância.

Sintomas

Sintomas de Hipotonia

A hipotonia, apesar de ser mais comum em crianças, pode surgir em qualquer idade, dependendo da causa.

Os sintomas para crianças com hipotonia incluem:

  • Falta de controle parcial ou total da cabeça
  • Atraso no desenvolvimento motor, tanto para andar quanto para coisas mais finas, como segurar um lápis

Em pessoas de qualquer idade os sinais são:

Convivendo (prognóstico)

Expectativas

Ter hipotonia, apesar de ser desafiador e uma condição permanente, não é uma condição que demanda tratamentos para o resto da vida – exceto se ela for causada por disfunções neuromotoras ou no cerebelo. Pode-se esperar que a pessoa diagnosticada com hipotonia tenha que aprender formas de desenvolver atividades do dia a dia e que, muitas vezes, precise de terapias que a ajudem com isso.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Tanto nas consultas das crianças, quanto no atendimento de emergência para os adultos, é importante levar, se possível:

  • Uma lista com todos os sintomas e quando eles foram notados pela primeira vez
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente já tenha desenvolvido e medicamentos ou suplementos que tome com regularidade

No caso das crianças, o pediatra pode solicitar os seguintes testes para auxiliá-lo no diagnóstico:

  • Exames de sangue
  • Ressonância magnética
  • Tomografia computadorizada de varredura

Para os adultos, os exames dependerão das prováveis causas que o médico suspeite para o caso.

PUBLICIDADE

Buscando ajuda médica

A hipotonia normalmente é diagnosticada no nascimento, mas pode ser que os sintomas só venham a ser notados quando o bebê for mais velho. Se perceber que ele não está se desenvolvendo no mesmo ritmo das crianças de sua faixa etária é importante marcar uma consulta com o pediatra e expor a sua preocupação.

Se os sintomas forem notados em qualquer idade deve-se procurar o pronto socorro o mais rápido o possível.

Fontes e referências

  • Healthline