Inclinação palpebral mongolóide: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Inclinação palpebral mongolóide?

Sinônimos: olho puxado mongólico

Inclinação palpebral mongoloide ocorre quando o canto exterior dos olhos é ligeiramente mais alto do que o canto interior. Pode ser uma condição comum em pessoas descendentes de asiáticos, mas também pode estar presente em algumas síndromes congênitas.

PUBLICIDADE

Causas

Em geral algumas síndromes congênitas, como a síndrome de Down e síndrome do alcoolismo fetal podem causar inclinação palpebral mongoloide em crianças. Outras síndromes genéticas também estão ligadas ao problema, como a síndrome de Aarskog. Mas, no geral, elas sempre vem acompanhadas de outros sintomas característicos, de acordo com cada causa.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Caso você perceba que seu filho apresenta outras características faciais incomuns, além da inclinação palpebral mongoloide, procure ajuda de um pediatra.

Também é importante buscar ajuda médica se junto com este sintoma, a criança apresentar outras alterações nos olhos como mudança de cor, inchaço ou mesmo alguma dificuldade em enxergar.

PUBLICIDADE

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar as causas de uma inclinação palpebral mongoloide são:

  • Clínico geral
  • Pediatra
  • Oftalmologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Há quanto tempo seu filho apresenta essa inclinação nos olhos?
  • Ele apresenta outros sintomas na visão?
  • Você acredita que ele tenha outras características físicas diferentes do normal? Quais?.

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar.

Fontes e referências

  • University of Maryland