Linfadenite: sintomas, tratamentos e causas

REVISADO POR
Dr. Bruno Lima Naves
Angiologia - CRM 13800/MG
especialista minha vida

Visão Geral

O que é Linfadenite?

Sinônimos: infecção do nódulo linfático, infecção da glândula linfática, linfadenopatia localizada

Linfadenite é uma infecção dos gânglios linfáticos que pode ser causada por qualquer microorganismo, bactérias, vírus, protozoários, entre outros. A infecção normalmente se propaga até um gânglio linfático a partir da pele, nariz, olhos ou ouvido.

PUBLICIDADE

Causas

A linfadenite ocorre por inflamações causadas por bactérias, vírus e outros micro-organismos. Os gânglios linfáticos, pequenas estruturas que filtram o líquido linfático, ajudam o corpo a combater infecções e com a linfadenite eles ficam inchados em resposta a bactéria ou outros micro-organismos. Esta inflamação pode ter começado na pele, nariz, olhos ou ouvido.

Sintomas

Sintomas de Linfadenite

Na linfadenite os gânglios linfáticos aumentam de volume e doem. Já a pele ao redor dos gânglios fica com uma cor avermelhada e sensação de calor.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Entre em contato com o médico assim que notar qualquer um dos sintomas mencionados acima.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma linfadenite são:

  • Clínico geral
  • Angiologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • A partir de quando você percebeu estes sintomas?
  • Você notou piora nestes sintomas?
  • Você teve algum problema de saúde recentemente?.

Diagnóstico de Linfadenite

O médico irá realizar exames físicos que incluem sentir seus gânglios e procurar sinais de machucados ou infecções. Pode ser necessário realizar uma biopsia para diagnosticar a linfadenite.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Linfadenite

O tratamento da linfadenite irá depender do microorganismo que causou a infecção. Caso seja uma infecção bacteriana normalmente é administrado um antibiótico por via endovenosa ou oral.

Outros medicamentos que podem ser utilizados para tratar a linfadenite são: analgésicos para controlar a dor, anti-inflamatórios e compressas. A cirurgia pode ser necessária para drenar um abcesso.

Medicamentos para Linfadenite

Os medicamentos mais usados para o tratamento de linfadenite são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Complicações possíveis

Algumas complicações que a lifadenite pode causar são:

Expectativas

O tratamento correto geralmente proporciona a recuperação completa. O inchaço pode demorar semanas e até meses para desaparecer.

Prevenção

Prevenção

Tenha hábitos de vida saudáveis que inclua uma alimentação equilibrada, peso correto, atividade física regular, lidar bem com estresse e em casos de picadas de inseto, pequenos ferimentos na pele ou frieira, mantenha o local limpo e procure usar um medicamento de uso local pois estes pequenos ferimentos podem servir de entrada para bactérias e desencadear uma linfadenite.

Fontes e referências

  • Revisado por: Dr. Bruno Naves, diretor de Publicações da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) – CRM: 13800
  • Manual Merck - livros de referência médica produzidos pela empresa farmacêutica Merck & Co., que cobrem uma ampla gama de temas médicos, incluindo doenças, testes, diagnósticos e medicamentos.