Neuroma de Morton: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Neuroma de Morton?

Sinônimos: neuroma de morton

Neuroma de Morton é o nome que se dá a uma lesão que ocorre em um nervo do pé, mais especificamente no nervo que passa entre o terceiro e o quarto dedo.

PUBLICIDADE

Causas

As causas exatas do neuroma de Morton ainda são desconhecidas. Os médicos, no entanto, acreditam que este problema possa estar relacionado a uma reação do nervo do pé a qualquer tipo de irritação, pressão ou lesão que ocorra.

As razões pelas quais uma pessoa desenvolve neuroma de Morton estão mais relacionadas aos fatores de risco do que a uma causa específica.

Fatores de risco

Diversos fatores de risco podem elevar as chances de uma pessoa vir a desenvolver neuroma de Morton. Veja:

Salto alto

O uso de sapatos com salto alto ou sapatos que são muito apertados ou mal encaixados colocam pressão extra sobre os dedos do pé, aumentando as chances de neuroma de Morton.

Alguns esportes

Atividades esportivas de alto impacto, como corrida, e esportes que exijam o uso de sapatos mais apertados, como esqui ou escalada, podem aumentar os riscos de uma pessoa vir a ter algum tipo de problema no pé.

Deformidades nos pés

As pessoas que têm joanetes, pé chato, arcos altos do pé e outras deformidades estão em maior risco de desenvolver neuroma de Morton também.

Sintomas

Sintomas de Neuroma de Morton

Ao contrário do que algumas pessoas podem achar, não há nenhum sinal exterior de que uma pessoa está com neuroma de Morton. É comum ligar esta condição à formação de um caroço, mas o que acontece não é exatamente isso. Em vez de surgir um calombo no pé, uma pessoa com neuroma de Morton sente como se estivesse com uma pedra no sapato, embora isso não seja visível. Pode haver também queimação, formigamento e dormência na região afetada pela lesão.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Qualquer dor no pé que dure mais do que alguns dias deve receber atenção especial. Consulte um médico se você tiver dor ou queimação na região do pé que não passa com cuidados caseiros ou com a mudança de calçado.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar Neuroma de Morton são:

  • Clínico geral
  • Podólogo
  • Ortopedista
  • Neurologista
  • Reumatologista
  • Infectologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são seus sintomas?
  • Qual a intensidade de seus sintomas?
  • Qual a frequência de seus sintomas?
  • Você sente dor no pé? E queimação?
  • Você sofreu alguma lesão no pé recentemente, como um corte?
  • Você pratica algum tipo de esporte? Qual?
  • Você sapatos com salto alto?
  • Você tem alguma deformidade no pé, como pé chato, arco elevado, etc?
  • Você já foi diagnosticado com algum outro problema no pé antes? Qual? Já iniciou tratamento?
  • Você faz uso de algum tipo de medicamento? Qual?

Diagnóstico de Neuroma de Morton

Durante o exame físico, que acontece no próprio consultório, o médico irá pressionar seu pé para sentir a presença de um caroço. No entanto, isso pode não ser suficiente para o diagnóstico. Nesses casos, o especialista poderá recorrer a alguns exames de imagem para ter certeza de que se trata de um neuroma de Morton, como:

  • RaioX
  • Ultrassonografia
  • Exame de ressonância magnética

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Neuroma de Morton

Terapia física

O uso de alguns suportes e amortecedores dentro dos sapatos poderá ajudar a reduzir a pressão sobre os nervos do pé. Eles podem ser adquiridos sem receita médica e costumam ser encontrados em farmácias e em lojas especiais que vendem sapatos para os chamados “pés difíceis”.

Cirurgia e outros

Se o tratamento tradicional não ajudar, o médico poderá sugerir:

  • Injeções de esteroides para aliviar a dor
  • Cirurgia de descompressão, em que o médico corta as estruturas vizinhas ao local da lesão
  • Remoção do nervo via procedimento cirúrgico, em que o médico simplesmente retira o nervo afetado para parar a dor

Medicamentos para Neuroma de Morton

Os medicamentos mais para o tratamento de neuroma de Morton são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Para ajudar a aliviar a dor causada pelo neuroma de Morton, além do tratamento recomendado por especialistas, você pode adotar algumas medidas caseiras que ajudarão na recuperação. Veja:

  • Faça uso de medicamentos antiinflamatórios, que ajudam a reduzir o inchaço e aliviar a dor
  • Tente fazer massagens regulares na região lesionada com gelo. Essa técnica também ajuda a aliviar a dor
  • Mude de calçado, evite saltos altos e sapatos apertados. Escolha sapatos mais largos e confortáveis
  • Faça uma pausa nas atividades físicas. Tente reduzir a corrida, os exercícios aeróbicos e as aulas de dança por algumas semanas. Essas modalidades artísticas e esportivas submetem o pé a fortes impactos e podem piorar o neuroma de Morton.

Complicações possíveis

As únicas complicações possíveis decorrentes do neuroma de Morton são a dificuldade crescente em caminhar e usar o pé para atividades simples, como pressionar o pedal ao dirigir, por exemplo, andar de bicicleta ou usar saltos altos.

Expectativas

O tratamento convencional nem sempre melhora os sintomas de neuroma de Morton. Em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária e, geralmente, ela é bem-sucedida.

Prevenção

Prevenção

Evite usar sapatos que possam causar danos e lesões ao seu pé, como sapatos muito apertados e saltos altos. A prática de esportes que exijam o uso de sapatos desconfortáveis ou que causem grande impacto ao pé, como corrida, sem acompanhamento médico, também é um erro. Verifique com um médico sobre o melhor tipo de sapato para a modalidade esportiva e/ou artística que você pratica.

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Clínica Mayo
  • Physical Medicine and Rehabilitation for Morton Neuroma