Peritonite: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Peritonite?

Sinônimos: abdômen agudo

A peritonite é a inflamação provocada por bactéria ou fungo do peritônio, o tecido que reveste a parede interna do abdômen e recobre a maioria dos órgãos da região abdominal.

PUBLICIDADE

Causas

A infecção do peritônio pode acontecer por uma variedade de razões. Na maioria dos casos, a causa é uma ruptura (perfuração) na parede abdominal, mas a doença também pode se desenvolver sem que tenha havido uma ruptura abdominal - embora seja raro. Este tipo de peritonite é chamado peritonite espontânea.

As causas mais comuns de rupturas que levam à peritonite incluem:

  • Procedimentos médicos como a diálise peritoneal. A peritonite pode ocorrer durante o procedimento principalmente por conta de condições inadequadas, como falta de higiene ou equipamentos contaminados. A peritonite também pode ser uma complicação de cirurgia gastrointestinal
  • Ruptura do apêndice, presença de úlcera no estômago ou cólon perfurado, que permitem a entrada de bactérias que podem causar a inflamação
  • Pancreatite
  • Diverticulite
  • Lesão ou trauma na região.

O tipo de peritonite que se desenvolve sem uma ruptura abdominal (peritonite espontânea) é geralmente uma complicação de uma doença do fígado, como a cirrose. Cirrose avançada faz com que haja uma grande quantidade de acúmulo de líquido na cavidade abdominal (ascite). O acúmulo de líquidos nesta região é suscetível à infecção bacteriana, podendo levar, assim, à peritonite.

Fatores de risco

Fatores que podem aumentar o risco de peritonite incluem:

  • Necessidade de realizar diálise peritoneal
  • Outras condições médicas, como cirrose, apendicite, doença de Crohn, úlceras estomacais, diverticulite e pancreatite
  • Histórico de peritonite. Uma vez que você foi diagnosticado com peritonite, o risco de desenvolver a doença novamente é maior do que para alguém que nunca teve peritonite.

Sintomas

Sintomas de Peritonite

Os principais sinais e sintomas da peritonite incluem:

  • Dor abdominal ou sensibilidade na região abdominal
  • Inchaço ou distensão abdominal
  • Febre
  • Náuseas e vômitos
  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Pouca quantidade de urina
  • Excesso de sede
  • Incapacidade de evacuar ou de soltar gases
  • Fadiga.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

A peritonite, se não for devidamente tratada, pode representar um risco para a vida da pessoa. Por isso, contate um médico imediatamente se você sentir dor ou sensibilidade no abdômen, além de inchaço abdominal e outros sintomas clássicos de peritonite.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar uma peritonite estão:

  • Clínico geral
  • Nefrologista
  • Hepatologista
  • Gastroenterologista.

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quais são seus sintomas?
  • Quando seus sintomas começaram?
  • Qual a frequência de seus sintomas?
  • Você sente dores? Onde?
  • Você sofreu alguma lesão recentemente na região abdominal?
  • Você foi diagnosticado recentemente com alguma condição médica? Qual?
  • Você está fazendo uso de algum tipo de medicamento? Qual?
  • Você já teve peritonite antes? Quando?
  • Você faz sessões de diálise ou algum outro procedimento médico?

Diagnóstico de Peritonite

Para diagnosticar peritonite, o médico irá primeiramente conversar com você sobre seu histórico médico e realizar um exame físico. Quando peritonite está associada à diálise peritoneal, os sinais e sintomas manifestados geralmente são suficientes para que o especialista possa realizar o diagnóstico.

No entanto, em casos de peritonite em que a infecção pode ser resultado de outras condições médicas (peritonite secundária) ou em que a infecção surge de acúmulo de líquido na cavidade abdominal (peritonite espontânea), o médico pode recomendar os seguintes exames para confirmar o diagnóstico:

  • Análise do líquido peritoneal, usando uma agulha fina para recolher uma amostra do líquido localizado no peritônio para depois enviála para laboratório
  • Exames de imagem, como radiografias, ultrassonografias e tomografias computadorizadas
  • Exames de sangue.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Peritonite

Para tratar peritonite, o paciente pode precisar de hospitalização. Em outros casos, o tratamento pode incluir:

  • Uso de antibióticos
  • Cirurgia, às vezes necessário para remover o tecido infectado, tratar a causa subjacente da infecção e impedir a propagação da infecção
  • Outros tratamentos, como o uso de medicamentos intravenosos, oxigênio suplementar e, em alguns casos, uma transfusão de sangue.

Medicamentos para Peritonite

Os medicamentos mais usados para o tratamento de peritonite são:

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Para conviver melhor com peritonite, o paciente pode recorrer ao uso de medicamentos de venda livre para aliviar os sintomas, como a dor e a sensibilidade. Além disso, tratar a causa subjacente à doença, se existir, é imprescindível para a recuperação do paciente.

Complicações possíveis

Se não for tratada corretamente, a peritonite pode se estender para além do peritônio, podendo causar uma infecção da corrente sanguínea (bacteremia) ou, ainda, uma infecção generalizada, chamada de sepse – que costuma ser progressiva e, se não for controlada, pode comprometer a função de diversos órgãos e levar uma pessoa à morte.

Prevenção

Prevenção

Muitas vezes, a peritonite associada com diálise peritoneal é causada por germes localizados ao redor do cateter. Se você está participando de sessões de diálise peritoneal, tome as seguintes medidas para evitar peritonite:

  • Lave muito bem as mãos antes de tocar no cateter
  • Limpar diariamente a pele em torno do local em que o cateter está sendo aplicado, de preferência com um antisséptico
  • Armazene seus suprimentos em uma área sanitária
  • Converse com a equipe de diálise sobre o cuidado adequado com o uso do cateter.

Se você já teve peritonite espontânea antes, ou se você tiver acúmulo de líquido peritoneal devido à outra condição médica, como cirrose, o médico pode prescrever antibióticos para prevenir que a peritonite retorne.

Fontes e referências

  • Ministério da Saúde
  • Mayo Clinic