Reflexo de Babinski: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Reflexo de Babinski?

Sinônimos: Reflexo plantar extensor; Sinal de Babinski

O reflexo de Babinski, também chamado de Sinal de Babinski, é um reflexo no qual os dedos do pé se estendem e, em seguida, se abrem em um movimento parecido com o de um leque. Este problema é geralmente provocado por um estímulo que vai, em arco, da lateral do pé até a base do primeiro dedo. É comum em recém nascidos e crianças pequenas, em que o sistema neurológico ainda não está maduro, mas em adultos e crianças mais velhas indica um problema no cérebro ou na medula espinhal. Se está presente em apenas um dos pés, também pode indicar qual lado do cérebro está envolvido.

PUBLICIDADE

Causas

São vários os fatores que podem ocasionar o reflexo de Babinski, dentre eles:

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

Se o Reflexo de Babinski é em decorrência de alguma doença ou condição já em tratamento, o médico responsável deve ser contatado. Em bebês e crianças de até um ano não há razão para preocupação, contudo, se com o passar do tempo a criança continuar com o sintoma, o pediatra pode pesquisar o que está ocasionando.

O reflexo na planta do pé é importante com a função de protege-lo. Contudo, essa função natural e involuntária pode ser alterada no caso de algum problema no cérebro ou medula espinhal. Por essa razão, o clínico geral pode passar o caso para um neurologista, ou outro especialista que esteja mais relacionado com a provável causa do reflexo de Babinski, se algum problema for detectado.

PUBLICIDADE

Diagnóstico de Reflexo de Babinski

O diagnóstico do reflexo de Babinski se dá por meio de um exame físico simples, em que o médico posiciona o pé do paciente de forma que a panturrilha (batata da perna) fique sobre uma superfície. O calcanhar pode ou não estar apoiado nesta superfície. Então ele passa um aparelho maciço e, as vezes, com um afunilamento na ponta, pelo pé do paciente, subindo do calcanhar em linha reta até passar na horizontal pelo ponto abaixo dos dedos. Primeiramente o médico faz esse movimento de forma leve e depois de forma mais vigorosa. Neste momento, se os dedos se levantarem ou espalharem estará diagnosticado o reflexo de Babinski.

Se apenas um dos lados mostrar o sintoma, esse pode ser o sinal de qual lado do cérebro foi afetado, por exemplo, no caso de um infarto.

Outros testes podem incluir:

  • Angiografia cerebral da cabeça
  • Exames de sangue
  • Punção lombar e análise do fluido cerebrospinal
  • Ressonância magnética da cabeça ou da espinha
  • Tomografia computadorizada da cabeça.

Prevenção

Prevenção

Não há uma forma específica de prevenir o reflexo de Babinski, uma vez que ele está ligado a outras condições de saúde.

Fontes e referências

  • Dr. Diego Salarini, neurologista do Hospital Leforte (www.leforte.com.br) - CRM 118174 SP
  • Centro Nacional Americano de Informações sobre Biotecnologia