Bilirrubina: exame pode diagnosticar cirrose e hepatites

Veja os sintomas que justificam fazer a dosagem dessa substância

O que é?

O exame de bilirrubina serve para diagnosticar e/ou monitorar doenças do fígado, como cirrose, hepatite, ou cálculo biliar. A bilirrubina é uma substância alaranjada produzida quando o fígado decompõe glóbulos vermelhos velhos. A bilirrubina é então removida do corpo através das fezes e uma pequena porção na urina.

PUBLICIDADE

A dosagem de bilirrubina no sangue serve, portanto, para avaliar o funcionamento do fígado. Se há um excesso dessa substância no sangue, é sinal de que ela não está sendo corretamente filtrada a descartada pelo fígado.

Bilirrubina circula na corrente sanguínea em duas formas:


  • Bilirrubina indireta (ou não conjugada): essa forma não se dissolve em água e é a bilirrubina que viaja na corrente sanguínea para o fígado, onde é transformada em uma substância solúvel
  • Bilirrubina direta (ou conjugada): quando a bilirrubina indireta chega ao fígado é excretada na forma de bile, constituindo um dos pigmentos biliares. Essa substância então retorna à corrente sanguínea para ser excretada nas fezes. Por ser solúvel em água, a bilirrubina conjugada é encontrada em pequenas quantidades na urina.

Bilirrubina total e os níveis de bilirrubina direta são medidos no sangue, enquanto que os níveis de bilirrubina indireta são derivados a partir das medições de bilirrubina total e direta.

Indicações

O exame de bilirrubinas geralmente é pedido para avaliar o funcionamento do fígado. Fatores de que justificam a dosagem de bilirrubina são:

  • Urina escura ou alaranjada
  • Náusea e vômito
  • Dor abdominal, principalmente no quadrante superior direito
  • Fadiga e mal-estar, geralmente acompanhadas de doença hepática crônica.

O exame também pode ser pedido se há suspeita de anemia hemolítica. Nesse caso, a dosagem de bilirrubina é feita juntamente com outros testes, como hemograma completo, contagem de reticulócitos, haptoglobina e colesterol total.

Em recém-nascidos, a bilirrubina pode ser medida para investigar a causa de icterícia. O excesso de bilirrubinas no organismo de bebês pode prejudicar o desenvolvimento de células cerebrais e causar deficiência cognitival, de aprendizagem e de desenvolvimento, além de perda ou problemas de movimento dos olhos e de audição. É importante que um nível elevado de bilirrubina no recém-nascido seja identificado e tratado rapidamente.

Contraindicações

Não existem contraindicações expressas para um exame de bilirrubina. No entanto, o médico ou médica pode dizer se você está apto a fazer o teste ou não.

Grávida pode fazer?

Não há contraindicações para a realização do exame de bilirrubina durante a gravidez.

Preparo para o exame

Para o exame de bilirrubinas é necessário um jejum mínimo de três. Em lactentes, a coleta deve ser feita antes da próxima mamada.

Pode ser necessário interromper o uso de certos medicamentos antes do exame ser realizado, mas apenas o médico ou médica pode afirmar isso. Dessa forma, é importante dizer quais medicações você toma regularmente. Exemplos de medicamentos que podem afetar os níveis de bilirrubina incluem antibióticos, sedativos, diuréticos e medicamentos para asma.

Como é feito

Em um hospital ou laboratório, o exame de creatinina é realizado por um profissional de saúde da seguinte forma:

  • Com o paciente sentado, é amarrado um elástico em volta do seu braço para interromper o fluxo de sangue. Isso faz com que as veias fiquem mais largas, ajudando o profissional a acertar uma delas
  • O profissional faz a limpeza com álcool da área do braço a ser penetrada pela agulha
  • A agulha é inserida na veia. Esse procedimento pode ser feito mais de uma vez, até que o profissional de saúde acerte a veia e consiga retirar o sangue
  • O sangue coletado na seringa e colocado em um tubo
  • O elástico é removido e uma gaze é colocada no local em que o profissional de saúde inseriu a agulha, para impedir qualquer sangramento. Ele ou ela pode fazer pressão sobre a bandagem para estancar o sangue
  • Uma bandagem é colocada no local.

No caso de bebês, a amostra de sangue pode ser retirada no calcanhar. A pele do calcanhar é primeiro higienizada com álcool e, em seguida, perfurada com uma pequena lanceta estéril. Várias gotas de sangue são coletadas em um pequeno tubo. Quando sangue suficiente tiver sido coletado, uma porção de gaze ou algodão é colocada sobre o local da punção. É feita uma leve pressão sobre a área e, em seguida, um pequeno curativo é aplicado.

Em vez do teste do calcanhar, alguns hospitais podem usar um dispositivo chamado de transcutâneo para verificar o nível de bilirrubina no recém-nascido. Este pequeno dispositivo portátil mede os níveis de bilirrubina quando é colocado suavemente sobre a pele. Com este dispositivo, pode não haver necessidade de perfurar a pele do bebê. Este é um teste de triagem, e uma amostra de sangue será necessária se o nível de bilirrubina do bebê é alto.

Tempo de duração do exame

O exame de bilirrubinas leva poucos minutos para ser realizado, podendo demorar mais nos casos em que o profissional de saúde tem dificuldade para acertar a veia e coletar o sangue.

Recomendações pós-exame

Não há nenhuma recomendação especial após o exame. O paciente pode fazer suas atividades normalmente. Como é necessário fazer um jejum de pelo três horas, o paciente poderá se alimentar após a coleta.

Periodicidade do exame

Não há uma periodicidade para se realizar a dosagem de bilirrubina. Tudo dependerá das orientações do médico e da presença ou ausência de doenças que devem ser acompanhadas pelo exame, como hepatite.

Riscos

Os riscos envolvidos na realização do exame de bilirrubina são extremamente raros. No máximo, pode haver um hematoma no local em que o sangue foi retirado. Em alguns casos, a veia pode ficar inchada após a amostra de sangue ser recolhida (flebite), mas isso pode ser revertido fazendo uma compressa várias vezes ao dia.

Pessoas que utilizam medicamentos anticoagulantes ou tem problemas de coagulação podem sofrer com um sangramento contínuo após a coleta. Nesses casos, é importante informar o profissional de saúde do problema com antecedência.

Resultados

Os resultados do exame de bilirrubina podem demorar algumas horas ou alguns dias para ficarem prontos. A dosagem de bilirrubina no sangue poderá mostrar a função hepática e indicar possíveis doenças do fígado.

Os valores de referência mostrados aqui são apenas um guia, uma vez que podem mudar de laboratório para laboratório. Além disso, o médico ou médica irá avaliar os resultados de acordo com o paciente e suas características, como idade e doenças relacionadas.

Resultados normais
Em adultos:

  • Direta: 0,00 a 0,30 mg/dL
  • Indireta: 0,20 a 0,80 mg/dL
  • Total: 0,20 a 1,10 mg/dL.
  • 1 dia: 1,00 a 8,00 mg/dL
  • 2 dias: 6,00 a 12,00 mg/dL
  • 3 a 5 dias: 10,00 a 14,00 mg/dL.

Bilirrubina total em recém-nascido a termo:

  • 1 dia: 2,00 a 6,00 mg/dL
  • 2 dias: 6,00 a 10,00 mg/dL
  • 3 a 5 dias: 4,00 a 8,00 mg/dL.

Resultados anormais

Em adultos e crianças, altos níveis de bilirrubina total ou indireta podem indicar:

Se a bilirrubina direta está mais elevada do que a bilirrubina indireta, pode ser um problema associado com a eliminação da substância pelo fígado. Algumas condições que causam essa reação são:

O aumento da bilirrubina também pode estar relacionado a uma obstrução biliar ou lesão hepática. Essa condição pode ser causada por:

  • Cálculos biliares
  • Tumores
  • Fibrose nos dutos biliares.

Níveis de bilirrubina mais baixos que o normal raramente indicam uma condição grave e não são motivo para se preocupar.

Recém-nascidos

Níveis elevados de bilirrubina em recém-nascidos podem ser temporários e normalizar em até duas semanas. Entretanto, se a bilirrubina está acima de um limiar crítico ou aumenta rapidamente, é necessária uma investigação mais detalhada. O nível elevado de bilirrubina pode resultar da degradação acelerada de células vermelhas do sangue, devido a uma incompatibilidade entre o tipo de sangue da mãe e seu recém-nascido. Outras causas incluem infecções congênitas, hipóxia, doenças genéticas e doenças que afetam o fígado. Na maior parte destas condições, apenas a bilirrubina indireta é aumentada.

A bilirrubina direta elevada é observada em condições raras de atresia biliar e hepatite neonatal. A atresia biliar requer intervenção cirúrgica para prevenir danos ao fígado.

Referências

LabTestsOnline - site projetado para ajudar pacientes e cuidadores a entender os muitos testes de laboratório que podem ser pedidos pelos médicos. O site é produzido pela AACC, uma organização profissional científica e médica global dedicada a ciência de laboratório clínico e sua aplicação aos cuidados de saúde.

MedlinePlus - enciclopédia médica do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, com base na Biblioteca Nacional de Medicina. Traz informações sobre doenças, condições e questões de bem-estar.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.